Inspiração Fashion: um pouco sobre a Alta Costura

Hey, pinks!

A inspiração fashion de hoje é a Alta costura. Resolvi falar um pouco sobre ela, principalmente, pelo fato de muitas pessoas utilizarem esse termo de forma equivocada.

 

Spring Summer 2014
Chanel, Jean Paul Gaultier e Giambattista Valli, Spring/ Summer 2014

A Alta Costura ou Haute-Couture é original da França, e só pode ser utilizada para se referir a peças desenvolvidas inteiramente em Paris, quase 100% artesanalmente, com bordados e costuras minuciosas, e modelagem feita sob medida para uma determinada cliente.

O Sindicato da Alta Costura (original: Chambre Syndicale de la Haute Couture Parisiense), fundada em 1868, com a função de preservar e desenvolver a costura francesa.

Antes da Segunda Guerra Mundial, existiam mais de 50 maisons registradas em Paris. Porém, a indústria da moda teve uma grande crise durante com a ocupação das tropas alemãs em Paris, fazendo com que a maioria das casas de costura desaparecessem. As regras para que as maisons recebessem o título de Alta Costura ficou ainda mais rígido nesse período, pelo fato de que os alemães queriam transferí-la para Berlim.

Após a Guerra, em 1947, Christian Dior deu início a um novo capítulo da história da moda. A coleção New Look apresentou uma ostentação que era totalmente contrária do que a guerra realmente deixou. Metros e mais metros de tecidos compunham saias super rodadas, sendo que, muitas pessoas não podiam, há dias atrás, comprar nem 2 metros de tecido (sim, durante a guerra cada família tinha um limite de metros de tecido que podiam comprar durante um certo período).

newlook2newlook

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O termo Alta Costura é protegido judicialmente pelo governo da França, em todos os países. As Maisons que podem utilizar esse termo devem cumprir todos os pré-requisitos impostos pelo Sindicato da Alta Costura.

 “Para ser considerada uma roupa de “alta costura”, é preciso constar na restrita lista de profissionais estabelecida e regida, desde 1868, pela Câmara Sindical da Alta Costura (Chambre Syndical de la Haute Couture – Paris), além de seguir algumas regras como: empregar no mínimo 15 pessoas nos ateliês e apresentar à imprensa uma nova coleção a cada estação, pelo menos 35 modelos para noite e dia”, explica Marcelo Pedrozo, professsor de moda do Senac São Paulo.

 Alguns nomes da Alta Costura que se destacam são Chanel, Christian Dior, Versace, Valentino, Giambattista Valli, entre vários outros.

Abaixo, o vídeo de making of outono/inverno 2013/2014 ,coleção de alta costura da CHANEL, que nos seus mínimos detalhes nos faz refletir…

Moda é arte?

O que é arte e o que é moda? Sabemos que nem tudo que é moda é arte e nem tudo que é arte é moda. Mas, com certeza, a moda que é artesanal, que demanda horas e horas de trabalho manual (sim, às vezes um vestido leva mais de 5 meses para ser feito), criatividade, técnica e muita dedicação para criar uma peça de roupa ou um acessório, essa moda eu considero arte (não me referindo apenas a Alta Costura, se olharmos ao  redor, bem perto de nós existe  moda-arte).

E vocês, o que pensam sobre isso?

Fiquem a vontade para fazer comentários aqui no post, e refletir comigo!

Espero que tenham gostado! Beijos e boa semaninha! 😉

Comments

  1. […] esse assunto, já havia escrito um post sobre os equívocos do emprego da palavra alta-costura. Clique aqui e leia o […]

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.