Lançamento da Nilla Gallery

Na última terça-feira, nove de junho, tive o prazer de para participar do evento de lançamento do Nilla Gallery, showroom de vendas de acessórios de luxo da Nilla Acessories, criado pelas irmãs Paula Falcão Cruz  e Cíntia Cruz Deiro. O evento, organizado por Eduardo SantosLeila Loiferman, ocorreu no DMZ Cozinha Criativa, localizado em Porto Alegre, e contou a presença da diretora de redação da Revista Glamour, Mônica Salgado.

©2015-VINIDALLAROSA-Monica-Salgado-e-Leila-Loiferman7363
Mônica Salgado e Leila Loiferman. Foto: Vini Dalla Rosa para Rede Social

No local, havia uma exposição de pulseiras, colares, anéis, bolsas e luvas de diversas marcas de luxo, como Juliana Manzini, Nádia Gimenes e Serpui, que estarão à venda no showroom da Nilla, localizado no FK Convenience Office, Rua Antônio Carlos Berta, 475 / sala 410, em Porto Alegre.
00000

Depois ocorreu o bate-papo com a Mônica Salgado, mediado pela Leila Loiferman. Mônica falou, com exclusividade, um pouco sobre os bastidores e produção de conteúdo e fotos da revista e comentou sobre algumas percepções sobre hi-lo e acessórios de luxo, que eu vou contar um pouco mais, aqui, para vocês!

A Mônica é formada em Jonalismo, MBA em Marketing de Moda, já foi redatora-chefe da revista Vogue, trabalhou na Elle, Contigo, TPM, e colaborou para Veja, Exame, Capricho, Quem, entre outras. E hoje é a atual diretora de redação da Revista Glamour, número 1 nas bancas do Brasil, e com apenas três anos no mercado do país. A Mônica sempre me inspirou! Sou suspeita para falor porque acompanho a Glamour desde a primeira edição, já ganhei a t-shirt I <3 Glamour, participei da #comunidadeglamour, enfim, sou glamour de carteirinha! hahaha Além disso, sou apaixonadíssima pelo ramo de jornalismo de Moda, ou seja, conhecer a Môni de pertinho me deixou incrívelmente feliz, e mais feliz em poder contar aqui para vocês.

A Mônica falou sobre a crise e sobre a perca de público por causa da facilidade e conteúdo existente na internet, porém, em meio a tudo isso, se orgulha muito da Glamour por ser a única revista feminina que cresceu em circulação no país, ano passado. Com isso, ela nos conta:

Top 15 coisas que você nem imagina sobre… Uma revista de Moda!

Estrela da capa recebe cachê? Não! Elas usam a revista para divulgar o trabalho delas e receberem mais propostas de grandes marcas. E a Glamour é uma revista que não tem preguiça de trabalhar e criar uma mega produção. Por isso, para fazer a capa e os editoriais demora um dia. Além das fotos, tem vídeos e making off para divulgação, e, muitas vezes, a equipe precisa trabalhar até no domingo, no caso de a estrela da capa ser uma atriz da Globo, por exemplo, que não tem folga. Ou seja, não é Glamour genteeee, só é glamuroso para nós que pegamos a revista prontinha, né?!

Algumas ferramentas são usadas para auxiliar no trabalho, por exemplo: sempre são feitos muitos Moodboards, com imagens e referências para a produção das fotos, para terem uma ideia certa do que vão querer para a próxima capa, para os editoriais, então, é uma ferramenta essencial para uma revista. Prints também são feitos, que são impressões gigantes das páginas da revista, em A3, e a Mônica recebe para editar.  E o espelho são micropáginas da revista, servem para acompanhar o flow, o rítmo da revista, que é muito importante para agradar os leitores. Começando com matérias mais leves para depois entrar com alguma maior, com mais leitura e conteúdo e depois dar uma pausa. Enfim, é supernecessário isso para acertar e agradar quem está lendo.

Nosso dia-a-dia não é só Glamour… É muita correira, o almoço é feito na sala, a maquiagem é retocada embaixo da mesa durante as semanas de moda, hahha

Não existe fim de semana e feriado em época de fechamento! Para a Mônica tudo é um ônus de se fazer uma revista, porque às vezes tem muitos feriados em um mês (ps: isso não é sempre) e a edição não pode parar.

A Mônica diz que as fotos tem photoshop, sim! Tem diversos elementos que auxiliam para uma foto ficar bonita e com qualidade, e o photoshop é usado para melhorar (né?!). As pessoas adoram reclamar e julgar nas redes sociais, e comentam muito sobre as escolhas da revista, as estrelas da capa e as fotos, e principalmente sobre o uso do programa. Por isso, as imagens são tratadas por profissionais de fora, que não pesam a mão, e fazem um trabalho bem mais natural do que alguns profissionais daqui. Mas, para os curiosos, além da beleza, o photoshop entra para auxiliar em outros aspectos, como na roupa. A Mônica contou sobre a capa da Tatá Werneck, que o vestido era longo, mas na hora não gostaram do efeito e cortam, super rápido, ou seja, o photoshop ajuda a fazer a bainha também!

Às vezes as coisas dão errado! Maquiador, fotógrafo e modelo errados, porque nem sempre os escolhidos podem ou querem, e por fim, as fotos não saem como planejadas, mas nada vai no lixo. Não deu certo? Não vai para as revistas mas sai nas redes sociais, porque gastaram dinheiro, tempo e é divulgação, ok?!

Produzem cerca de 15 imagens por edição. A Glamour é uma revista super trabalhosa para editar, porque tem uma estrutura diferente, com fotos, notas, e uma edição normal da revista tem, em média 500 imagens.  Ualll!

A revista impressa custa menos de 50% do tempo. São muitos outros eventos, produções externas, reuniões que vão muito além da edição e impressão.

A equipe veste a camisa Glamour! 

Uma única beleza pode levar mais de três horas para ser feita. Cabelo e maquiagem demoram em média isso para ficarem prontos.

Glamour e as estrelas da capa: um caso de amor! As estrelas precisam (ou precisavam) ser atenciosas e abraçarem a causa junto. Precisam estar dispostas à ficar um dia inteirinho fotografando, fazendo vídeos, assinar a camisa da Glamour, fazer vídeos para o insta. E, atualmente, contam histórinhas com as estrelas, para postaram, como essa com a Tatá (que é a mais divertida everrrr):

Mais um videozinho… Reality Show da Capa! da Grazi (dezembro de 2014):

Ps: isso foi um poquinho da apresentação que a Mônica preparou e apresentou no dia do evento com muita empolgação e paixão em cada palavra.

E agora, um pouco do que rolou durante a sessão de perguntinhas…

Para quem não sabe, o público-alvo da Glamour é 25+, no auge da vida profissional, consumista, tem esse foco, porém é uma revista para mulheres de espirito jovem, de qualquer idade e que se identifiquem com as matérias.

Sobre os acessórios, para a Mônica eles tem um super poder em um look, levando a roupa para outro universo, dando um up em qualquer produção, e, dependendo de como for usado, pode dar um toque fun. Ela diz que as joinhas de dia-a-dia estão em alta, mas um grande colar statement é o preferido para as capas.

Ela também falou que o hi-lo está na nossa vida, no nosso cotidiano e não mais apenas no nosso guarda roupa. Segundo a Môni, somos multifacetadas. Um dia estamos em casa de moletom e o outro super produzidas para um grande evento, e é essa a graça da vida. O hi-lo é a nossa religião, e é difícil encontrar alguém que não pratique misturar peças fast fashion com peças de luxo, na moda e na vida. A própria revista Glamour é uma mistura, é um hi-lo de alma.

0000
Quem eu encontrei por lá? As bloggers Vitória Portes e Vitória Chaves Barcellos, as queridas irmãs Paula e Cíntia, a Mônica Salgado, a Paty Kotlinski e o Eduardo Santos.
IMG_8576
Meu look all black com scarpin pink <3

É isso! Espero que tenham gostado do post.

O evento foi maravilhoso, com pessoas queridas e cheias de talentos. Parabéns e sucesso para a Nina Gallery!

Beijos, Gabi Henemann <3

Comments

  1. Gislaine Henemann Barboza says:

    Acessórios dão um UP no visual. Beijoooo

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.